insetos

Friday, April 28, 2017

ENTOMOLOGIA

blog montado por
PAULO ANÍBAL G. MESQUITA (BIÓLOGO)

fone (11) 9 96792160 Twitter@pauloanibal
Instagram @pauloanibal1  

A palavra entomologia vem da união de dois radicais gregos - "Entomon" (=insetos) + "logos" (=estudo), ou seja, "estudo dos Insetos". Ela vem sendo empregada desde Aristóteles (384 -322 A.C.). Inseto também é derivado do latim "Animale Insectum", que significa animal segmentado.

Nada melhor do que citar aqui um dos seres mais repugnantes e fascinantes no planeta Terra: As BARATAS.
Abaixo, uma pequena lista das façanhas feitas pelas baratas:
1°Elas estão presentes em todo planeta, exceto nas regiões das calotas polares. São quase 5000 espécies diferentes, mas apenas cerca de 2% delas convivem com os humanos nas cidades, ou seja, são pragas urbanas;
2° A Baratas estão por aqui há muito tempo, bem antes dos Dinossauros; sendo que o fóssil mais antigo de Barata é de quase 200 milhões de anos e pasmem! praticamente com o mesmo "jeitão" de corpo, ou seja, já surgiu bem adaptada ao ambiente terrestre;

3°A espécie mais comum no Brasil como praga é a Periplaneta americana, mas  apesar do nome, ela originalmente é do continente africano;
4°Enquanto um ser humano consegue suportar 12 vezes a gravidade da Terra, a barata é capaz de aguentar 126 vezes e inúmeras espécies conseguem sobreviver um mês sem uma gota de água; Baratas também são bem resistentes a impactos, pois o sua proteção externa de quitina permite resistir a pancadas relativamente fortes, por ex se ela recebe uma chinelada, ela pode se arrastar por vários dias com suas vísceras expostas (quando der uma chinelada, certifique-se que a esmagou por completo!!!); também resiste a altas taxas de radiação muito acima do que um ser humano pode suportar sem sofrer qualquer dano de saúde.

 
5°Embora viva entre 6 a 18 meses – lógico que depende da espécie, uma única barata é capaz de deixar mais de 700 descendentes; as baratas também são capazes de identificar umas as outras, em especial, as que tem grau de parentesco....provavelmente o seu grupo familiar???


6°As antenas e os pelos do abdomen das baratas percebem o ambiente ao redor; as antenas atuam como sensores táteis, olfativos e gustativos, já os tais pelos permitem detectar “vibrações” no ar e determinar se ha alguma ameaça, como alguém com um "chinelo" se aproximando. A audição da barata é tão sensível que ela é capaz de detectar a aproximação de outra barata, bem como pequenos tremores de terra (algo como 0,07 graus na escala Richter) ;
7°Baratas transmitem mais de 30 doenças só por bactérias (exs cólera,febre tifoide,conjuntivite,desinteria...) além de cerca de 25 por fungos, protozoários e até por vírus, inclusive da Herpes, pois durante à noite elas podem comer detritos alimentares nos lábios e dentro da boca...que nojo!!!!

 
8° Não parece! mas Todos nós comemos "sem querer"  pedaços de Baratas em alimentos adocicados, como barras de chocolates, bolachas e outras guloseimas.Uma barra de chocolate possui, em média, 8 fragmentos de baratas que entram na composição mistura do produto durante sua fabricação e manipulação. 

 






ALGUMAS CURIOSDADES
Baratas podem desenvolver quadro de depressão se ficarem isoladas
Apesar de muitos seres humano acharem as baratas nojentas, elas conseguem viver bem em sociedade.
Recentemente numa publicação da BBC e Vitakinika ( da Rússia) saiu que Biólogos estão estudando a “vida secreta” das baratas e descobriram que são seres com um sistema muito mais sofisticado, que podem reconhecer os membros de suas famílias e que não gostam de viver sozinhas, podendo, até mesmo, adoecerem se ficarem solitárias. As baratas vivem intimamente ligadas, em sociedades igualitárias, baseadas em estruturas sociais e regras, são capazes de tomar decisões coletivas em prol do bem de todos. Ao estudar certas espécies de baratas, cientistas acreditam que podem aprender como a sociedade de animais mais avançados evoluiu, inclusive a sociedade humana.
A convivência socialAlgumas espécies de insetos são conhecidas por suas habilidades sociais, como as formigas, cupins e algumas abelhas e vespas, por exemplo. Os chamados "insetos eussociais" possuem estruturas e comportamentos altamente desenvolvidos.Nos insetos “eussociais”, há uma rainha dominante, que tem o privilégio de criação, o resto dos milhares de insetos são apenas trabalhadores. Esse sistema é diferente da sociedade da barata, onde qualquer uma é ‘autorizada’ para o acasalamento e procriação. As baratas são conhecidas por serem gregárias, pois vivem em grupos em vários estágios de suas vidas, assim entendemos pouco sobre como elas realmente se comportam em torno de si. Uma revisão científica publicada na revista Insectes Sociaux explica o que sabemos agora. Existem cerca de 4.000 espécies de baratas descritas pela ciência, até agora. Destas, cerca de 25 se adaptaram para viver entre as pessoas. Dessas, duas espécies em particular têm sido estudadas em detalhe, a barata alemã (Blatella germânica) e a barata americana (Periplaneta americana).
COMPORTAMENTO
Durante o dia, as duas espécies de baratas já citadas dormem em grupos, no interior de fendas, rachaduras, buracos, atrás de móveis, encanamentos e atrás até de eletrodomésticos como geladeira e fogão. Mas, durante à noite esses grupos se separaram, com cada barata se deslocando em busca de comida e água. Numa pesquisa feita pelo Dr. Mathieu Lihoreau, do National Centre of Scientific Research (Rennes, França), constatou esses aspectos da vida grupal das baratas. Porém, baratas que não saem com outras sofrem de “síndrome de isolamento”. Uma barata jovem dessas espécies citadas quando deixada sozinha, demora mais tempo para crescer e tornar-se adulta. Isso vai afetar seu comportamento mais adiante ao longo da vida dela. A jovem isolada demora mais tempo para encontrar um grupo e um parceiro. Parece que as baratas jovens precisam estar em contato constante umas com as outras para o correto desenvolvimento.  Em 2010, pesquisadores anunciaram que haviam encontrado baratas que "conversam entre si", sobre o alimento. Na análise do Dr. Lihoreau, as baratas dependem de pistas químicas para passarem informações sobre localização e tipo de comida para as outras. Utilizando produtos químicos, chamados hidrocarbonetos cuticulares, produzidos em seu corpo, esses insetos podem comunicar até que tipo de rachadura ou abrigo seria um bom lar para durante o descanso diurno.
PISTA QUÍMICA
Parece que algumas vezes a barata faz trilhas com odores depositando material fecal rico desses produtos químicos, para que as outras possam seguir. Com essa trilha química, as baratas também são capazes de identificar umas as outras, em especial, as que tem grau de parentesco....será até um grupo familiar??? Os cientistas descrevem o fato de reconhecerem parentes como algo “importante na vida social das baratas”, entre outras coisas. Isso “permite que os indivíduos evitem o acasalamento com seus irmãos”, dizem os cientistas. Talvez a revelação mais surpreendente sobre a vida secreta das baratas seja a formação de "grupos sociais", podendo tomar decisões coletivas. Por exemplo, ao procurar abrigo, todas as baratas do grupo vão escolher o mesmo lugar, bem como as fontes de alimento. Esse comportamento permite que sejam compartilhadas informações e decisões sejam tomadas mais rapidamente, beneficiando o grupo em sua totalidade. De fato, “podem ser vistas como formas emergentes de cooperação”, segundo os cientistas, ou “uma característica emergente de inteligência coletiva.
Fontes: BBC, Jornal da Ciência, Vitakinika.ru
 
ESPERANÇA GIGANTE
Esperança Gigante da Malásia (Macrolyristes corporalis), é um dos maiores insetos conhecidos. Eles podem chegar a incríveis 15 cm de comprimento, com 25 cm de envergadura de asa. Os machos possuem órgãos estridulatórios, os quais, ao serem esfregados um no outro, produzem um som específico, conhecido como estridulação, que chama a tenção da fêmea. Como a maioria dos insetos da família Tettigoniidae que vivem nos trópicos e ao contrário do que  muita gente acredita, eles não comem folhas, mas sim outros insetos.
  MACRODONTIA CERVICORNIS
Este inseto   (Macrodontia cervicornis), que é um "Serra-Pau" é o segundo maior besouro do mundo, chegando a medir até 17 cm com sua enorme mandíbula. Encontrado no Peru e no Brasil, as larvas desse animal são ainda maiores que o adulto, medindo mais de 20cm, e permanecem nessa fase larval durante até 10 anos. Conseguem voar e não são perigosos, mas podem acabar mordendo caso se sintam ameaçados. Pelos padrões dos desenhos em suas asas (élitros) são muito admirados por colecionadores, o que acaba colocando a espécie em risco.
Long-horned beetle (Macrodontia cervicornis) is the second largest beetle in the world, measuring up to seven inches in length with its huge jaws. Found in Peru and Brazil, the larvae of this animal are even bigger than the adult, measuring over eight inches, and remain in this larval stage for up to 10 years. They can fly and are not dangerous, but may end up biting if they feel threatened. Because of the draws and the designs on their wings (elytra) are much admired by collectors, which ends up putting the species at risk.
===========================
MUNDO DOS INSETOS
Imagens de um PIOLHO no microscópio (foto acima e abaixo).
Os piolhos têm entre 0,5 e 8 mm de comprimento, corpo achatado e garras que lhes permitem a fixação ao hospedeiro. Os ovos do piolho, ou lêndeas, são esbranquiçados e postos na pelagem ou penas dos hospedeiros. Em humanos, a infestação por piolhos é denominada PEDICULOSE.
O MUNDO FANTÁSTICO dos INSETOS
Besouros, baratas, grilos, cigarras, moscas, percevejos, mosquitos, cupins, abelhas, borboletas, formigas e muitos outros formam uma verdadeira legião de criaturas fantásticas que dominaram o planeta, chamados de insetos, onde equivalem à 64% dos seres vivos que atualmente estão na Terra, ou seja, são mais de um milhão de espécies descritas. Portanto, em termos evolutivos são os seres que realmente conquistaram o nosso planeta; surgiram aqui muito antes dos dinossauros, há mais de 350 milhões de anos atrás, sendo corroborado por achados fósseis, como baratas e libélulas com aparência semelhante das atuais, porém com dimensões maiores, sendo um bom exemplo disso a "macroneura", uma libélula com asas de mais de 70 cm de envergadura e com um corpo de 40 cm de comprimento, mas suas asas não dobravam sobre o corpo, fato que certamente impedia uma fuga rápida, tornando-se presa fácil, mas as atuais são bem menores e velozes; as fabulosas baratas também eram um pouco maiores que as atuais, mas sua aparência manteve-se inalterada até hoje, evidenciando que já surgiram biologicamente adaptadas as condições de nosso planeta, conseguindo sobreviver em condições inóspitas, inclusive comprovou-se resistirem à elevadas doses de radiação em laboratório. Os insetos detém alguns "recordes" biológicos, como o Titanus giganteus, um besouro amazônico com mais de 22 cm de comprimento, que além ser o maior inseto em peso, também é o maior invertebrado voador; o Macodontia cervicornis, com à mandíbula mais robusta entre os insetos, um "alicate" de mais de 4 cm, chegando à atingir um comprimento total de mais de 15 cm; a barata d'água ( Lethocerus grandis) é o maior inseto aquático com quase 12 cm, na verdade é um “vampiro” predador que, com sua tromba sugadora, capta sangue desde pequenos peixes até rãs; o Dynastes Hercules, um besouro da Amazônia que chega à 17 cm, cujo o macho é dotado do maior "chifre" frontal entre os insetos. Na realidade o maior inseto em comprimento do Brasil, porém de baixo peso, é uma fêmea do bicho-pau (Bactridium grande) com cerca de 27 cm e por se parecer com um graveto, consegue uma perfeita camuflagem entre as plantas (mimetismo) e ela pode colocar até 700 ovos de uma vez. Temos no Brasil insetos que figuram nas lendas indígenas e folclóricas, como a Jequitiranambóia (Fulgora lanternaria) que na lígua tupi significa “cabeça de cobra voadora” devido à sua estranha cabeça que, certamente incentivou o imaginário indígena, os mesmo citam como serem insetos amaldiçoados que possuem veneno que, ao picar uma árvore ou animal, condena-os à morte, mas na verdade é um inofensivo inseto do grupo das cigarras que possui apenas uma protuberância expansiva na cabeça. Não posso deixar de citar que, entre os insetos, encontramos as sociedades "perfeitas" , biologicamente divididas em castas e cada um com seu “trabalho”definido, como ocorre nos cupins, nas formigas e nas abelhas; em termos gerais há uma líder matriarcal( a rainha) no topo da sociedade, sendo a única que garante à reprodução com à postura dos ovos, há os machos ("reis") reprodutores que possuem à função de fecundarem à rainha, temos as operárias- fêmeas inférteis que possuem o trabalho mais árduo na colônia, desde à construção da mesma e captação do alimento até cuidar dos ovos e temos também os indivíduos "soldados" com fortes mandíbulas, são responsáveis pela defesa da sociedade.
CARACTERÍSTICAS NOTÁVEIS
Os insetos são os únicos invertebrados com real capacidade de vôo, mas muitos não as possuem, como as pulgas, traças, piolhos, cupins e formigas, sendo que os dois últimos desenvolvem asas na época reprodutiva, perdendo-as após à cópula; caracteristicamente, os insetos possuem o corpo dividido em três partes distintas constituídos por segmentos (metâmeros): cabeça, tórax e abdome. A cabeça é formada pela fusão de seis segmentos, onde se localizam os principais órgãos sensoriais, como um par de antenas(função sensorial de olfato, tato e, em algumas espécies também de audição), olhos compostos(constituído por inúmeros omatídeos formando um "mosaico"de imagens), ocelos (olhos simples no alto da cabeça, nunca superior à três) além de apêndices bucais, entre os quais se destaca um par de mandíbulas; esse sistema bucal pode ser sugador, como nas borboletas que, através da espirotromba(maxila) suga líquidos açucarados, temos o sugador-labial (nas cigarras) com tromba perfurante para sugar seiva das plantas, temos o aparelho bucal lambedor(nas abelhas) com o lábio bem alongado para captar néctar das flores, temos a "boca" mastigadora (nas baratas) dotadas de fortes mandíbulas com dentículos debaixo do labro para mastigar e temos também o aparelho bucal picador-sugador que todos devem ter sentido ao ser picado por pernilongos. A segunda parte do corpo dos insetos é o tórax, a "base" de locomoção, compostos por três segmentos chamados de protórax, mesotórax e metatórax, facilmente perceptíveis pois em cada um deles estão inseridar um par de patas articuladas, estas geralmente com cinco segmentos: coxa, trocânter, fêmur, tíbia e tarso; portanto, todos os insetos possuem seis pernas e também no dorso do tórax se desenvolvem as asas, onde na maioria são dois pares, com asas anteriores(mesotorácicas) que em certos insetos são extremamente rígidas e duras, chamadas de élitros nos besouros e com asas posteriores (metatorácicas) que são sempre membranosas. E a última parte do corpo é o abdome, centro da fisiologia e reprodução dos insetos, é formado por onze segmentos, onde no último situa-se à abertura anal e no penúltimo o poro genital masculino nos machos e nas fêmeas o poro genital fica no antipenúltimo; em inúmeros insetos há, no décimo segmento, um par de apêndices (cerco) que em algumas espécies possuem à forma de pinça. Por possuírem pequeno porte, os insetos podem sobreviver em locais pouco amplo e "inacessíveis", uma outra característica notável é detentor de uma eficiente forma de proteção externa, um exoesqueleto de quitina, constituída por uma substância protéica rígida e córnea que, além de conferir proteção de todas as partes de seu corpo, também evita à perda d'água, o que lhe confere vantagem na adaptação aos diversos ambientes sobre muitos invertebrados; devido ao exoesqueleto, um inseto adulto não pode mais crescer, mas quando jovens passam por mudas (ecdises), onde trocam suas "cascas" inúmeras vezes cada vez que crescem até tornarem-se adultos.

Labels: , , , , ,

Sunday, February 23, 2014

INSETOS

ENTOMOLOGIA
obs.: Clique sobre as imagens para vê-las ampliadas
BARATAS CURIOSIDADES:
=As baratas são insetos cosmopolitas, ou seja, ocorrem em todo planeta, com aproximadamente 4.000 espécies existentes, somente poucas convivem com o ser humano nas residências, seu tamanho varia de uns poucos milímetros até por volta de 10 centímetros de comprimento em algumas espécies selvagens.
=As baratas são animais extremamente resistentes.Um indivíduo adulto pode viver até 1 mês sem alimento, 2 semanas sem água e pode ficar 40 minutos submerso; a casca dura de quitina pode suportar várias chineladas; patas perdidas podem ser regeneradas após alguns dias. Além disso, características anatômicas, ou seja, o formato achatado do corpo, possibilitam deslocamento por fendas de 1,6 mm e proteção em vãos muito pequenos.
=Há um debate sobre o possível domínio do mundo pelas baratas após uma guerra nuclear. É claro que isso é uma lenda, mas, como todas as outras,tem uma base na verdade. De fato, as baratas, em especial suas ootecas, se mostram com uma resistência acima da média para a radioatividade e altas temperaturas. Além disso, elas poderiam se esconder facilmente em casos de desastres globais,garantindo sua sobrevivência, e também podem produzir um grande número de descendentes,cerca de 100 mil por casal.
=O tal "brilho" das asas que muitos reparam é devido à quitina, uma proteína semelhante à nossa queratina que confere ao corpo dos insetos impermeabilidade à perda d’água e garantia de certa resistência à impactos.
=A espécie Periplaneta americana é a mais comum nas cidades brasileiras, seu vôo assusta inúmeras pessoas dentro das casas,seu habitat nos esgotos tornou-a vetora para alguns microorganismos, como algumas bactérias, cistos de protozoários e alguns ovos de vermes, onde todos podem serem constatados nas sua pernas espinhosas.
=A maior barata do mundo foi encontrada em uma caverna de Bornéu, no sudeste asiático, medindo 10 cm. Apesar de ser uma barata muito bonita, com coloração azul-metálica, foi inicialmente chamada de “barata monstro” pelos pesquisadores. Porém, a maior barata do mundo já conhecida já não existe mais. Ela somente foi vista em um fóssil encontrado em Ohio, Estados Unidos, e tem o tamanho de um rato. Já as menores baratas do mundo têm de 2 a 4 mm e, por serem tão pequenas, vivem em ninhos de formigas.
=As baratas vivem sem a cabeça?Diferente dos mamíferos, os principais órgãos vitais dos insetos e, é claro, das baratas, não estão na cabeça: os corações estão ao longo de um vaso dorsal no tórax e abdome, o sistema nervoso é formado por gânglios espalhados pelo corpo, o ar para a respiração entra por meio de espiráculos laterais no abdome. Tudo isso, somado à baixa pressão interna que evita grandes perdas de hemolinfa (o "sangue" dos insetos), permite que as baratas vivam até um mês sem cabeça, morrendo de fome após esse período. Vale usar essas informações também para explicar o que é aquela melequinha branca que sai das baratas esmagadas: principalmente gordura, que envolve as víceras.
=Por que as baratas morrem de pernas pra cima?Não há estudos científicos que expliquem esse fato, mas segundo o departamento técnico da fabricante de inseticidas Reckitt Benckiser,diz que os insetos viram de barriga para cima para poderem respirar melhor e se recuperar da ação do veneno, aí muitas acabam morrendo nesta tentativa.


MOSQUITO ESPIAO
Não é um mosquito. É um inseto espião para áreas urbanas, já em produção, financiado pelo governo dos EUA. Ele pode ser controlado remotamente e é equipado com uma câmera e um microfone. Ele pode pousar em você, e ele pode ter o potencial para dar uma amostra de DNA ou deixar RFID rastreamento nanotecnologia em sua pele. Ele pode voar através de uma janela aberta, ou pode anexar à sua roupa até que você levá-la em sua casa.
Besouro Ciborgue

Os experimentos estão sendo financiados pela DARPA (Defense Advanced Research Projects Agency – algo como Agência de Pesquisas para Projetos de Defesa Avançada), uma organização militar dos EUA – o que já deixa claro o propósito de tais pesquisas. A Universidade de Berkeley afirmou que planeja instalar, também, uma pequena câmera para que os besouros possam servir como pequenos robôs de vigilância, ou até mesmo espiões, no lugar de seres humanos, podendo, até mesmo, poupar pessoas de realizarem serviços perigosos. Já não basta o uso da internet, dos satélites e agora temos insetos sendo usados para ficar nos espionando!!!!!! (BBB promovido por insetos!!!!!)
SOMOS COMEDORES de INSETOS
 Não parece! mas Todos nós comemos "sem querer"  pedaços de insetos, como por exemplo, baratas em alimentos adocicados, como barras de chocolates, bolachas e outras guloseimas. Por ex., antes da páscoa, já havia circulado na internet uma notícia citando que os produtos a base de chocolate estavam  contaminados por fragmentos de baratas e foi citado ainda que uma barra de chocolate possui, em média, 8 fragmentos de baratas que entram na composição mistura do produto durante sua fabricação e manipulação, mas lógico que é totalmente sem querer. Aí pergunto a todos se essa afirmação seria verdadeira? Sim!!!!! é uma fato real -- praticamos a ENTOMOFAGIA, ou seja, comemos INSETOS. 
Conforme o que foi publicado em março de 2012 pela rede americana ABCnews[http://abcnews.go.com/blogs/lifestyle/2012/03/bugging-out-chocolate-allergy-linked-to-roaches]no artigo do jornalista Lauren Torrisi, cita que uma boa porcentagem dos consumidores americanos que são alérgicos ao chocolate tem alergia, na verdade, aos fragmentos de insetos presentes no mesmo. Isso ocorre porque insetos como as baratas vivem e  transitam livremente nos armazéns onde as matéria prima do chocolate (CACAU) fica estocado e quando esse cacau vai para a refinaria é moído e as baratinhas acabam sendo moídas também! Você sabia que isso é tolerável pelas normas da poderosa FDA (Food and Drug Administration), órgão que controla alimentos e remédios nos EUA, onde neste link 
[http://www.fda.gov/ICECI/ComplianceManuals/CompliancePolicyGuidanceManual/ucm074443.htm], podemos observar que é permitido que o chocolate tenha até 60 fragmentos de insetos em cada 100g. Alerto que isso não ocorre só nos EUA, no Brasil também há uma tolerância para presença de fragmentos de insetos em alimentos, como podemos ver numa publicação da ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, publicada no diário oficial em 09 de março de 2011[http://www.abic.com.br/publique/media/LEG_ConsultaPublica_11-2011.pdf], onde é tolerável ter até 10 fragmentos de insetos em cada 100 gramas de alimento a base de chocolate. Até brinco, podemos comer até 10 pedacinhos de baratas numa barra de 100 g de chocolate!!!!! legal hein!?!?!? E pelos de rato????? Você sabia que é tolerável comer até 1 pelo de RATO em 100 gramas de produto a base de chocolate!!!!!!! Se não acredita em mim, então veja o trecho da tabela abaixo que esta no link acima.... Relaxem! comer pedaçinhos de baratas esta dentro das normas vigentes!!!!!!!!!!!!!!
 abaixo com duas "baratas d' água", inseto muito apreciado na culinária chinesa
 
 

Labels: , , , , , ,

Monday, August 15, 2005

INSETOS

UM POUCO da FISIOLOGIA
O sistema digestivo dos insetos é adaptado às sua condições, sendo composto de boca co glândulas salivares, papo, cecos gástricos, estômago, intestino e ânus; a excreção é realizada por estruturas chamadas de "túbulos de malpighi", que filtram os fluídos do corpo e levam as excretas nitrogenadas até o intestino, sendo portanto, eliminada junto com as fezes; a respiração é realizada por traquéias, invaginações do corpo se ramificam bastante até ficar em contato direto com as células internas e as traquéias comunicam-se com o oxigênio do ar por orifícios chamados de espiráculos, visíveis lateralmente nos segmentos do abdome, sendo que o ar que entra na traquéia é levado diretamente às células sem entrar em contato com o sangue; o sangue dos insetos é incolor por não possuir qualquer pigmento respiratório é chamado de hemolinfa e os insetos possuem um cérebro na região da cabeça que esta ligado à gânglios que, por sua vez é vinculado a uma cadeia nervosa ventral.
INTERESSANTE ASPECTO REPRODUTIVO
Os insetos possuem sexos separados bem distintos com fecundação interna, em muitos insetos como nos besouros escaravelhos possuem marcantes diferenças entre indivíduos machos e fêmeas, onde só os machos possuem expansões frontais anteriores ("chifres"). São seres ovíparos, ou seja, com posturas de ovos, que podem apresentar três tipos de desenvolvimento:
·Desenvolvimento direto (Ametábolo): não há transformação do corpo(metamorfose), pois do ovo eclode um filhote jovem semelhante ao adulto ou imago, como é o caso da Traça-de-livro.
·Desenvolvimento indireto com metamorfose incompleta(Hemimetábolo): do ovo nasce uma forma jovem chamada de ninfa, que é muito semelhante ao adulto, mas sem as asas desenvolvidas. Exemplos: barata, percevejo, gafanhoto, cigarra, cupim e libélula.
·Desenvolvimento indireto com metamorfose completa (Holmetábolo): do ovo eclode uma larva com aparência bem diferente do adulto, essa larva passa por um período em que se alimenta muito e vão crescendo e, através de inúmeras ecdises(mudas de pele) atinge o estágio de pupa, no qual pode haver à formação de um casulo de proteção; na pupa ocorre a metamorfose, através da qual a larva transforma-se criando suas asas num adulto, que esta totalmente formado não sofrendo mais ecdises e, portanto, não crescem mais. Exemplos: borboleta, besouro, mosca, mosquito, pulga, abelha, e outros.
IMPORTÂNCIA dos INSETOS
A entomologia é o ramo da biologia que estuda os insetos e, nos dias atuais tem crescido muito os ramos de "entomologia econômica", que envolve insetos de importância na agricultura, na indústria de defensivos agrícolas, entretanto, devido ao mal uso e de sérios danos ambientais e na saúde por causa da toxidade e cumulatividade na cadeia alimentar, muitas pesquisas tem direcionado para o controle biológico de insetos, com o uso de certos fungos, vírus, bactérias e até insetos carnívoros no combate de pragas na agricultura, e importância nos estoque de alimentos, onde alguns insetos pode comprometer uma safra de grãos inteira; e a "entomologia médica", com insetos de importância na saúde pública, pois muitos são vetores de doenças como as pulgas( peste bubônica), piolhos, percevejo triatomídeo vetor da doença de chagas , os mosquitos , entre eles, o Aedes aegypti, vetor da dengue e da febre amarela e, eventualmente moscas e baratas devidos aos seus hábitos alimentares em áreas urbanas. Inúmeros são os insetos que produzem benefícios diretos para o ser humano, como as abelhas de mel e outros insumos, a mariposa Bombyx mori ou bicho-da-seda pela produção de seda; ou pelos besouros e moscas necrófagas, ou seja, alimentam-se de fezes e animais mortos e as formigas e os cupins que reciclam a matéria orgânica no solo atuando sobre plantas mortas e, nesse sentido até as baratas na natureza exercem são importantes, pois devido ao seu hábito alimentar de aproveitar quase todos os detritos orgânicos realizam à reciclagem dos nutrientes, mas quando estão em certos locais (esgotos, lixões,...) nas cidades tornam-se um problema de saúde pública. Em suma, os insetos são de extrema importância para à manutenção do equilíbrio dos ecossistemas terrestres, sem os quais à reciclagem e toda a cadeia alimentar entraria em colapso, já que são a base alimentar de muitos outros animais, inclusive para o ser humano em algumas culturas em nosso planeta, onde certos insetos, como gafanhotos, besouros, içás,larvas de insetos e até baratas são iguarias com alto teor protéico.
Portanto, não são os "vilões" mas sim, o ser humano com sua forma de degradação dos ambientes naturais no seu contexto predatório da sociedade de consumo. Devemos respeitar e admirar aqueles que realmente conquistaram o nosso planeta como um todo, pois mais da metade das formas de vida simplesmente são insetos.
__________________________________________________________________
Observação.: -Classificação resumida da classe dos Insetos-

AMETÁBOLO
· Ordem Thysanura -Traça de livro.

HEMIMETÁBOLOS
· Ordem Ortptera – Gafanhoto, grilo, esperança.
· Ordem Blattaria – Barata
· Ordem Mantódea – Louva deus
· Ordem Phasmida – Bicho pau.
· Ordem Odonata – Libélula.
· Ordem Isoptera – Cupim.
· Ordem Anoplura – Piolho.
· Ordem Hemíptera – Percevejo.
· Ordem Homóptera – Cigarra, Jequitiranambóia.

HOLOMETÁBOLOS
· Ordem Lepdoptera – Borboleta, Mariposa.
· Ordem Díptera – Mosca, Mosquito.
· Ordem Siphonaptera – Pulga, Bicho de pé.
· Ordem Coleóptera – Besouro (maior grupo c/ mais 250 mil espécies)
. Ordem Hymenoptera - Abelha, Vespa, Formiga.